20:16 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Capital do Iêmen, Sanaa, em 24 de outubro

    Daesh reivindica novo ato terrorista

    © AFP 2018 / MOHAMMED HUWAIS
    Mundo
    URL curta
    0 05

    Os terroristas do grupo Daesh (Estado Islâmico) reivindicaram a responsabilidade pela explosão que ocorreu próximo à residência do presidente do Iêmen, Abd Rabbo Mansour Hadi.

    Segundo a informação divulgada pela agência Reuters, citando fontes ligadas aos militantes do grupo terrorista, 10 funcionários das forças de segurança presidenciais foram mortas, e mais 12 pessoas ficaram feridas. 

    Anteriormente, havia sido divulgado que a explosão perto da residência do presidente do país havia causado 8 mortes e 12 feridos. 

    Segundo dados preliminares, um suicida detonou um carro-bomba perto de um posto de controle localizado a 500 metros da residência.

    O grupo ‘Estado islâmico’ uma organização terrorista que é proibido em vários países, inclusive na Rússia.

    Mais:

    Omã fecha fronteiras com Iêmen e deixa iemenitas isolados
    Ataque de drone deixa dois mortos no leste do Iêmen
    Blackwater tem 400 mercenários na coalizão saudita, diz porta-voz do exército do Iêmen
    Coalizão saudita bombardeou hospital dos Médicos Sem Fronteiras no Iêmen
    HRW: coalizão árabe lança bombas em bairros residenciais no Iêmen
    Tags:
    explosão, terrorista, ato, Estado Islâmico, Daesh, Abd Rabbo Mansour Hadi, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik