17:20 21 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Ruinas de um prédio na cidade de Salma, libertada do Daesh

    Exército sírio expulsa islamistas de Latakia

    © Sputnik/
    Mundo
    URL curta
    31545181

    O exército sírio libertou todas as grandes cidades na província de Latakia dos militantes islamistas.

    A Agência Árabe Síria de Notícias (SANA, na sigla em inglês) informa que as tropas sírias apoiadas pela Força Aeroespacial russa conseguiram espalhar militantes da cidade de Rabia na província de Latakia.

    Os militares agora pretendem usar a cidade que era último grande bastião islamista em Latakia como uma base para operações ofensivas contra forças dos militantes concentradas na província de Idlib, acrescentou a agência de notícias.

    Os sapadores do exército sírio neste momento varrem a cidade que estava nas mão de islamistas por quatro anos buscando armadilhas deixadas pelos militantes durante recuo.

    “Libertamos uma grande faixa de territórios”, disse ao canal RT um dos soldados sírio. “Os terroristas estão escondendo na cidade de Han al-Sheikh tentando encenar uma contraofensiva”.

    Han al-Sheikh neste momento está sob controle pelos membros da Frente al-Nusra – braço local da organização terrorista al-Qaeda, mas o exército sírio é relutante em lançar um assalto direto porque o último pode resultar em numerosas baixas entre a população civil.

    “Os militantes sabem que queremos evitar baixas civis e então eles tentam ficar perto dos edifícios residenciais. Sempre suspendemos fogo caso haja risco de prejudicar os vivis”, explicou um comandante de tanques sírio chamado Anas.

    Entretanto as tropas sírias conseguiram libertar cerca de 120 quilômetros quadrados da província de Latakia durante a última ofensiva e fazem bons avanços em algumas outras províncias do país.

    Rodovia que conecta Latakia e Aleppo, na parte ocidental da Síria
    © Sputnik/
    Rodovia que conecta Latakia e Aleppo, na parte ocidental da Síria
    Além dos esforços antiterroristas do exército sírio, em 30 de setembro a Rússia iniciou uma campanha aérea, tendo mais de 50 aviões de combate russos, inclusive Su-24M, Su-25 e Su-34 efetuado ataques de alta precisão contra as posições do Daesh na Síria após pedido do presidente Bashar Assad.

    Desde 22 de janeiro a Força Aeroespacial russa tem realizado 70-100 surtidas por dia. Nos últimos três dias as forças russas atacou 484 instalações dos terroristas.

    A Síria está em estado de guerra civil desde 2011. O governo do país luta contra um número de facções de oposição e contra grupos islamistas radicais como o Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) e a Frente al-Nusra.

    Tags:
    exército, confrontos, terrorismo, Frente al-Nusra, Latakia, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik