15:40 21 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Urso branco com ursinho na área do arquipélago ártico de Franz Josef no Mar de Barents.

    Mundo deve olhar para o Ártico como exemplo de cooperação eficaz

    © Sputnik / Valeriy Melnikov
    Mundo
    URL curta
    0 31

    O objetivo do mundo deve ser o desenvolvimento pacífico do Ártico, preservação do seu ambiente, segurança e paz, de acordo com o ministro das Relações Exteriores da Noruega.

    O chanceler norueguês, Borge Brende, chamou na segunda-feira (25) a região do Ártico de um oásis de calma em comparação com regiões assoladas por conflitos no mundo.

    "O Ártico tem sido uma reserva de cooperação internacional bem-sucedida… O resto do mundo está de fato enfrentando tempos turbulentos, mas o Ártico continua sendo um oásis de tranquilidade, [que] tem evitado confrontos e conflitos", disse Brende durante a conferência Fronteiras do Ártico 2016 em Tromso, na Noruega.

    Brende acrescentou que a atenção da comunidade internacional se tem voltado para o Norte, já que esta região é rica em recursos naturais e rotas comerciais.

    O Ártico é considerado como uma das maiores fontes de hidrocarbonetos, minerais, água potável e peixe. Os recursos da região são uma questão de interesse para os países ribeirinhos da área — os países do Conselho Ártico, incluindo o Canadá, a Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega, Rússia, Estados Unidos e Suécia.

    Mais:

    Rússia lidera a exploração do Ártico, de acordo com o Estado Maior da Frota do Norte
    Rússia e Índia negociam exploração conjunta de petróleo e gás no Ártico
    EUA consideram presença russa no Ártico ‘justificada’
    Tags:
    cooperação, Conselho Ártico, Borge Brende, Noruega, Ártico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar