20:17 23 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Marcelo Rebelo de Sousa em campanha à presidência de Portugal

    Portugal elege Marcelo Rebelo de Sousa como presidente

    © REUTERS/ Rafael Marchante
    Mundo
    URL curta
    34190999

    Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito, neste domingo, presidente de Portugal. Com mais de 50% dos votos, não será necessária a realização de segundo turno, que estava prevista para o dia 14 de fevereiro.

    Surfista na Praia do Norte
    © AP Photo/ Miguel Barreira
    Com cerca de 50% das urnas apuradas, Marcelo já havia recebido telefones de adversários que lhe davam os parabéns pela vitória como Marisa Matias e Maria de Belém.

    Atualmente, Portugal é governado por um governo de minoria socialista, com o apoio do Partido Comunista e do Bloco de Esquerda radical. A atual gestão tem derrubado medidas de austeridade econômica impopulares introduzidas após a crise financeira.

    Marcelo Rebelo de Sousa, de 67 anos, disse durante a campanha que iria buscar estabilidade e consenso. Ele tentou se posicionar como um candidato independente que está perto das pessoas, que muitas vezes o chamam de "professor Marcelo".

    Em outubro passado, Portugal afundou em uma crise política após uma coalizão liderada pelo então primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, um membro do partido de Rebelo de Sousa, vencer a eleição no parlamento, mas perder a maioria. O líder socialista António Costa, em seguida, reuniu o apoio de três partidos de extrema esquerda, incluindo o Bloco de Esquerda, para ganhar a maioria e formar um novo governo.


    Mais:

    Saiba como o presidente de Portugal é eleito
    Estátua de Ronaldo em Portugal foi pintada com nome de Messi
    ‘A corrupção destruiu a política’: candidato comenta campanha presidencial em Portugal
    Poderão Portugal e Grécia mudar a União Europeia?
    Organizações nacionais de Portugal protestam contra exercícios da OTAN
    Tags:
    eleições presidenciais, Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik