08:19 18 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    7261
    Nos siga no

    Apoiantes dos partidos de centro-direita e de esquerda pró-russos foram à rua para manifestar oposição à nomeação de um novo primeiro-ministro e pedir eleições antecipadas.

    "Nós somos o povo!", “Eleições antecipadas!" e "Nós somos o poder!", foram as palavras gritadas pelos apoiantes do Nosso Partido e do movimento civil Dignidade e Verdade.

    As pessoas empunhavam crisântemos brancos para simbolizar a natureza pacífica do protesto.

    "O fato de que estamos unidos significa que podemos ganhar e demitir o governo atual", disse o líder socialista, Igor Dodon, pedindo eleições parlamentares antecipadas e um referendo nacional para eleger um "presidente forte".

    Na quarta-feira (20) eclodiram confrontos logo após o candidato do Partido Democrata, Pavel Filip, ter sido nomeado primeiro-ministro e nomeado um novo governo.

    Os manifestantes invadiram o prédio do Parlamento e pelo menos 31 pessoas, 27 delas policiais, ficaram feridas.

     

    Desde o início de setembro de 2015, a capital moldava foi tomada por grandes protestos contra o governo. Os ativistas exigem a demissão do presidente, do primeiro-ministro e do procurador-geral, bem como a realização de eleições parlamentares antecipadas e medidas para lidar com a corrupção.

    Mais:

    Kremlin segue acompanhando a situação na Moldávia
    Tags:
    manifestação, protesto, Moldávia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar