00:47 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Exercícios da OTAN no Mar Negro

    Ex-ministro alemão alerta OTAN contra aproximação excessiva da fronteira russa

    © AFP 2017/ Daniel Mihailescu
    Mundo
    URL curta
    295301564

    O ex-ministro das Relações Exteriores da Alemanha Klaus Kinkel criticou em entrevista à Sputnik a decisão da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) de fortalecer as suas posições na Europa, cada vez mais perto das fronteiras russas.

    "Eu acho que a instalação planejada de um sistema de defesa de mísseis é um passo errado", afirmou o político do Partido Democrático Liberal. 

    A Rússia tem expressado grande preocupação com a criação de um sistema de mísseis balísticos da OTAN no continente europeu, aprovada em 2010, durante cúpula dos membros do bloco em Lisboa. Países como Polônia, Romênia e Turquia se comprometeram a receber partes do sistema em seus territórios, decisão que, segundo Moscou, representa sérios riscos para a segurança regional e global. 

    De acordo com Kinkel, a OTAN realmente está cometendo um erro ao se aproximar tanto das fronteiras russas.

    "Talvez, muito pouca atenção tem sido dada a essa questão", disse ele. 

    As relações entre o Kremlin e a aliança militar ocidental vêm se deteriorando desde 2014, quando do início de um conflito civil na Ucrânia, que colocou em lados opostos o Kremlin e o grupo formado por Estados Unidos e países europeus. Acusando a Rússia de estar interferindo em questões internas ucranianas, a OTAN decidiu reforçar sua presença na Europa, alegando estar protegendo seus Estados-membros contra possíveis agressões por parte de Moscou. 

    Mais:

    Ex-ministro alemão: Ucrânia não fará parte da OTAN
    Ambição turca de criar sistemas ofensivos leva a confusão na OTAN
    Tags:
    OTAN, Kremlin, Klaus Kinkel, Lisboa, Romênia, Polônia, Turquia, Europa, Ucrânia, Moscou, EUA, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik