11:52 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2161
    Nos siga no

    Comandante em ação na Síria afirma que relatos de raptos de civis na província de Deir ez-Zor são falsos.

    Um comandante em campo na Síria negou, neste domingo, em entrevista à Sputnik, os relatos de que o Daesh, grupo também conhecido como Estado Islâmico, teria raptado cerca de 400 pessoas na província de Deir ez-Zor no leste da Síria.

    Anteriormente, o canal de TV Al Mayadeen havia informado que militantes do Daesh assassinaram 280 pessoas na vila de al-Bagilya, na província de Deir ez-Zor. Segundo outros relatos, os jihadistas haviam raptado 400 civis, incluindo mulheres, crianças e idosos após os assassinatos.

    “Os relatos de raptos de civis da vila são falsos”, disse o comandante à Sputnik.

    Desde 2014, militantes do Daesh tomaram muitos territórios na Síria e no Iraque, declarando um Califado nas áreas sob seu controle. O grupo forçou milhares de pessoas, principalmente minorias religiosas como cristãos e muçulmanos xiitas, a deixarem suas casas.

    Desde setembro de 2014, a Rússia vem realizando uma campanha aérea na Síria contra o Daesh a pedido do presidente do país, Bashar Assad. 

    Mais:

    Mídia: Daesh sequestra 400 pessoas no leste da Síria
    Daesh assassina 280 pessoas na província síria de Deir ez-Zor
    Estado-Maior: Daesh perdeu controle sobre 217 povoados desde início da operação russa
    Atentados na Indonésia são sinal que Ásia deve se consolidar contra Daesh
    Forças sírias têm êxito na luta contra Daesh em Aleppo
    Tags:
    raptos, relatos, Al Mayadeen, Daesh, Estado Islâmico, Síria, Deir ez-Zor
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar