00:53 26 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Irã fica sem sanções (28)
    89056
    Nos siga no

    Um dia após revogar sanções relacionadas ao programa nuclear do país, EUA impõem restrições ligadas a programa de mísseis balísticos.

    Um total de 11 entidades e indivíduos, incluindo seis cidadãos iranianos e um chinês, foram sancionados pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos por causa de seu envolvimento no teste de mísseis terra-terra Emad (Pillar), realizado pelo Irã em novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    Segundo comunicado do Departamento do Tesouro, as sanções incluem a proibição de qualquer transação financeira e o congelamento de bens e propriedades nos Estados Unidos.

    “Os Estados Unidos irão vigorosamente aplicar sanções contra atividades iranianas fora do Plano de Ação Conjunto — inclusive aquelas relacionadas ao apoio iraniano ao terrorismo, à desestabilização ragional, aos abusos de direitos humanos e ao programa de mísseis balísticos”, declara Adam J. Szubin, da Secretaria para Terrorismo e Inteligência Financeira dos EUA.

    Em novembro, veículos de imprensa noticiaram que o Irã testou um míssil terra-terra Emad (Pillar) em novembro, violando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    No sábado, os EUA revogaram as sanções relacionadas ao programa nuclear iraniano após a Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA) verificar o cumprimento do acordo nuclear firmado em julho do ano passado.

    Tema:
    Irã fica sem sanções (28)

    Mais:

    Como vai ficar o mercado de petróleo após levantamento das sanções contra o Irã?
    ONU avalia a adoção de sanções mais duras à Coreia do Norte
    Medvedev: sanções contra Rússia minam prestígio das instituições internacionais
    Irã aumenta presença no mercado russo após sanções de Moscou contra a Turquia
    ONU ameaça impor novas sanções à Coreia do Norte após teste nuclear
    UE prepara sanções contra o novo governo da Polônia
    Tags:
    resolução, violação, sanções, Conselho de Segurança da ONU, IAEA, Departamento de Tesouro dos EUA, Adam Szubin, Irã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar