13:24 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    230
    Nos siga no

    Os atentados em Jacarta se tornaram “um sinal” que as agências de inteligência do Sudeste Asiático devem cooperar de forma mais estreita na luta contra a ameaça do Daesh, disse o secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional da Tailândia, Thawip Netniyom, na sexta-feira (15).

    Ontem, o Daesh se responsabilizou pela série de explosões que teve lugar na capital da Indonésia na manhã da quinta-feira (14) que causou um grande número de vítimas. O chefe da polícia de Jacarta, Tito Karnavian, disse que o Daesh, que tem ampliado a sua influência no mundo nos últimos anos, começou a expandir-se para o Sudeste Asiático.

    Os ataques terroristas em Jacarta “sublinham a necessidade da cooperação imediata e mais estreita entre serviços de segurança na região para recolher os dados de inteligência, necessários para prevenir tais ataques”, Thawip disse na declaração.

    O secretário-geral notou que nem o serviço de segurança indonésio nem os serviços de segurança regionais tiveram com antecedência as informações sobre os ataques em Jacarta.

    Na quinta-feira (14), uma série de explosões atingiu a capital da Indonésia deixando pelo menos 7 mortos e 26 feridos, de acordo com um dos policiais locais.

    Tags:
    unidade, esforços, luta, ameaça, terrorismo, Daesh, Ásia, Tailândia, Indonésia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar