01:18 19 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Mulher contempla as flores e cartas contra a violência e as ações de assédio sexual por imigrantes na véspera do Ano Novo, deixadas junto à catedral de Colônia, Alemanha, 11 de janeiro de 2016

    Alemanha promete recompensa por identificação de imigrantes agressores

    © AFP 2019 / PATRIK STOLLARZ
    Mundo
    URL curta
    801

    Promotores da cidade alemã de Colônia ofereceram uma recompensa de 10 mil euros por informações que levem à prisão ou à identificação dos autores das agressões sexuais e roubos durante as comemorações do ano novo.

    Um porta-voz da procuradoria disse que foram recebidas até agora 652 queixas criminais daquela noite, quando grupos de homens alcoolizados — descritos como sendo, na maior parte, de origem árabe e norte-africana — atacaram foliões na principal estação de trem da cidade. 

    Foram pelo menos 331 queixas de abuso sexual, incluindo dois casos de estupro, disse Ulrich Bremer. No total, 739 vitimas se manifestaram, e 430 disseram ter sofrido algum tipo de agressão sexual. 

    Os ataques desencadearam um debate em escala nacional sobre a habilidade de integrar refugiados na Alemanha, pois alguns dos acusados procuram asilo no país. 

    Bremer disse que autoridades acusaram 13 homens de assalto, roubo, posse de bens roubados e resistência à prisão. Cinco homens estão sob custódia.

    Mais:

    Imigrantes são atacados em Colônia em meio à tensão na Alemanha
    Alemanha poderá expulsar refugiados condenados
    Sem desculpa: Após ataques em Colônia, Governo alemão condena crimes contra imigrantes
    Tags:
    abuso sexual, refugiados, violência, imigrantes, imigração, Colônia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar