23:11 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    24320
    Nos siga no

    Segundo o presidente iraniano, Hassan Rohani, a Arábia Saudita precisa do caos na região para encobrir seus próprios fracassos.

    A Arábia Saudita não tem interesse na estabilidade do Oriente Médio, na medida em que o "caos" ajudaria o país a encobrir seus próprios fracassos nacionais e regionais, afirmou o presidente do Irã, Hassan Rohani, nesta quarta-feira (6).

    ​O líder iraniano acusou Riad de exacerbar a divisão entre os muçulmanos sunitas e xiitas, assim como de minar os governos do Iraque e da Síria por meio do financiamento e do armamento de extremistas islâmicos.

    Em 2 de janeiro, o reino saudita anunciou a execução de 47 pessoas, incluindo a do proeminente clérigo xiita Sheikh Nimr al-Nimr, por supostos crimes relacionados ao terrorismo. 

    Após o anúncio, manifestantes atacaram a embaixada da Arábia Saudita em Teerã e o Consulado Geral do país em Mashhad, levando Riad a romper relações diplomáticas com Teerã. Na sequência, outros países da região seguiram o exemplo da monarquia.


    Mais:

    Bagdá será mediador no conflito entre Irã e Arábia Saudita
    Ex-general dos EUA: Arábia Saudita e Irã podem entrar em guerra
    Arábia Saudita planeja proibir voos e visitas para o Irã
    Sudão segue Bahrein e Arábia Saudita e corta relações com o Irã
    Tags:
    caos, execuções, armamento, financiamento do terrorismo, consulado, embaixada, ataques, relações diplomáticas, muçulmanos, xiitas, sunitas, Estado Islâmico, ISIS, Sheikh Nimr a-Nimr, Hassan Rouhani, Síria, Iraque, Oriente Médio, Arábia Saudita, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar