19:14 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Ministério das Relações Exteriores da Rússia

    Moscou: Uso das armas químicas pelo Daesh na Síria é ‘muito provável’

    © AFP 2018 / ALEXANDER NEMENOV
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    5115

    Moscou acredita que a probabilidade de os militantes do Daesh (grupo terrorista também conhecido como “Estado Islâmico”) usarem armas químicas na Síria é "muito alta”, disse o chefe do departamento para a não-proliferação e controle das armas do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Mikhail Ulyanov, nesta terça-feira (5).

    "Várias vezes notamos fatos do uso provável de armas químicas por militantes do Daesh e em um sentido mais amplo pelos radicais islâmicos, começando com o ataque em [cidade síria de] Khan al-Assal em março de 2013 contra as forças do governo", disse Mikhail Ulyanov.

    Ele frisou que Moscou pediu mais investigações sobre informações do uso de elementos químicos, incluindo sarin, pelo Daesh. O diplomata sublinhou que a Rússia vai vigiar o processo.

    "Desde que os fatos apontam para a mesma direção, nós avaliamos que a probabilidade de as armas serem usadas por militantes é muito alta”, disse Ulyanov.

    Em um relatório publicado hoje a Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) disse que encontrou indícios de que várias pessoas na Síria foram expostas ao gás sarin.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Daesh ataca porto petrolífero estratégico na Líbia
    Daesh ameaça invadir a Grã-Bretanha e chama David Cameron de 'imbecil'
    ‘EUA não conseguirão erradicar o Daesh em 2016’ - Casa Branca
    Tags:
    armas químicas, Daesh, OPAQ, Mikhail Ulyanov, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik