01:29 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça F-16 turco se prepara para decolar na cidade de Konya, em 15 de junho de 2009

    Principal prioridade turca na Síria não é derrotar o Daesh

    © AP Photo / Selcan Hacaoglu
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    3152

    A Turquia pode alegar que está 100% comprometida a derrotar o Daesh e a ajudar a Síria em um processo de paz, mas as prioridades de Ancara são outras. A principal delas é impedir que curdos sírios ganhem autonomia, afirmou o jornalista Stuart Rollo à RT.

    A autonomia curda na Síria, diante do ponto de vista de Ancara, pode causar um efeito dominó.

    O Partido de Justiça e Desenvolvimento teme que tal autonomia possa incentivar outros movimentos separatistas na região e em especial na Turquia em um momento em que autoridades montaram uma campanha militar contra militantes curdos — o que faz muitos dizerem que o país está à beira de uma guerra civil. 

    “Assim, o Daesh fica em segundo lugar (como prioridade) para a Turquia neste momento”, apontou Rollo. 

    Ancara mede seus esforços contra o Daesh em termos de como eles impactam os curdos. “Acredito que enquanto parecer para a Turquia que o resultado de derrotar o Daesh será fortalecer as forças curdas na Síria, então isso será um problema ainda maior para eles do que o Daesh”, opinou o jornalista.

    Ancara vem executando ataques aéreos contra o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) desde meados de 2015, quando o cessar-fogo entre o governo e a organização militante foi deixado de lado. Ao mesmo tempo, o envolvimento da Turquia na conta contra o Daesh tem sido limitado, embora o país seja integrante tanto da coalizão internacional liderada pelos EUA quanto da coalizão saudita. Ambas têm como objetivo destruir o grupo terrorista.

    “Bem, a principal prioridade de Ancara é impedir o separatismo dentro da Turquia e também fortalecer a oposição sunita árabe dentro da Síria, garantindo que os sunitas estejam em posição de ditar os termos de qualquer acordo de paz que seja eventualmente estabelecido na Síria”, afirmou Rollo. 

     

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Turquia visa desacreditar Rússia por revelar verdade sobre comércio com Daesh
    Iraque exige a retirada das tropas da Turquia e ameaça considerar ação militar
    Primeiro-ministro da Rússia assina decreto regulamentando sanções à Turquia
    Prognóstico para 2016: Turquia poderá enviar tropas para a Síria
    Navio americano reforçará Defesa da Turquia
    Tags:
    coalizão internacional, separatismo, curdos, terrorismo, prioridade, Estado Islâmico, Daesh, Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), Stuart Rollo, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik