16:51 27 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    37825
    Nos siga no

    Os sistemas antiaéreos S-400, deslocados para a base militar russa em Latakia, na Síria, garantiram total segurança dos voos para pilotos russos na região, declarou o comandante da Força Aeroespacial da Rússia, general Viktor Bondarev.

    “Como vocês sabem, estamos recebendo a ‘a todo vapor’ os sistemas S-400. Um complexo deste armamento já está na Síria e logo colocou ordem nos céus. Além de defender o nosso espaço aéreo, o sistema também garante a segurança dos nossos pilotos no território da Síria”, disse Bondarev neste domingo à emissora Rossiya 24. 

    O general destacou que o exército russo espera receber em breve os primeiros modelos do sistema antiaéreo de nova geração S-500.

    Desde 30 de setembro, a Rússia, por solicitação do presidente Bashar Assad, iniciou ataques aéreos pontuais na Síria às instalações do Daesh (também conhecido como Estado Islâmico). Nos últimos meses, as Forças Aeroespaciais da Rússia, com apoio dos navios da frota do Cáspio e do submarino  Rostov-na-Donu, localizada no Mar Negro, destruíram centenas de militantes e milhares de instalações dos terroristas. 

    A Rússia instalou os sistemas de defesa aérea S-400 na base síria de Hmeymim. O armamento chegou ao local no dia 8 de dezembro transportado por avião. Os complexos de mísseis foram implantados na Síria depois que um F-16 turco abateu um Su-24 russo. Ancara alegou que a aeronave derrubada havia invadido o território da Turquia, mas as autoridades de Damasco e de Moscou garantiram que o bombardeiro jamais ultrapassou a fronteira.

    Mais:

    Aumento pela procura do sistema antiaéreo russo S-400 torna-se um pesadelo para Washington
    Pentágono: sistemas S-400 russos mantêm aviões americanos fora dos céus
    Síria comemora implantação de sistemas antiaéreos russos S-400 em seu território
    Mísseis russos S-400 chegam à Síria
    Tags:
    S-500, S-400, Su-24, Guerra Civil Síria, Daesh, Força Aeroespacial da Rússia, Bashar Assad, Viktor Bondarev, Hmeymim, Latakia, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar