09:07 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    20370
    Nos siga no

    O comandante da defesa aérea da Força Terrestre russa, general Aleksandr Leonov, declarou nesta quinta-feira (25) que a Rússia está desenvolvendo um novo sistema de armas antiaeronaves calibre 57 para substituir dois armamentos existentes.

    "Um novo e promissor sistema de artilharia antiaeronave com um calibre de 57 milímetros está sendo desenvolvido para substituir os sistemas Tunguska e Shilka", anunciou Leonov.

    Sistema de defesa antiaérea Sosna.
    © Foto / The Nudelman Precision Engineering Design Bureau (KBtochmash)
    O ZSU-23-4 Shilka é um veículo blindado de artilharia antiaérea e radar que está em serviço desde 1962. Já o 2K22 Tunguska trata-se de tanque antiaéreo armado com um canhão de mísseis terra-ar, que entrou em serviço em 1982, e pode derrubar aviões em baixa altitude, helicópteros e mísseis de dia ou de noite em qualquer condição metereológica.

    A Rússia está passando por um amplo programa de rearmamento com valor total previsto de US$ 325 bilhões. O objetivo do país é modernizar 70% do seu equipamento militar até 2020.

    Mais:

    Armata, Tu-160, mísseis Yars e submarinos nucleares aumentam poder militar russo
    Rússia lança modernos navios de mísseis
    Marinha russa incorpora novo cargueiro porta-mísseis
    Tags:
    programa, rearmamento, tanque, sistema de defesa, artilharia, mísseis, Shilka, Tunguska, Ministério da Defesa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar