13:35 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Shaima Qassim

    O que a miss Iraque tem a ver com jihad sexual? Nada!

    © AP Photo / Karim Kadim
    Mundo
    URL curta
    11113
    Nos siga no

    A vencedora do concurso de beleza Miss Iraque desmentiu rumores propagados na mídia árabe segundo os quais, alegadamente, o grupo terrorista Daesh pretende matá-la se ela não praticar jihad sexual com os militantes terroristas.

    A Miss Iraque Shaima Qassim, de 20 anos, declarou à Sputnik que não foi exposta a qualquer ameaça de escravidão sexual ou de morte por parte de terroristas do Daesh.

    “Ninguém ameaçou me assassinar ou algo mais”, declarou.

    O representante oficial da Qassim e um dos membros do júri do concurso de beleza, Sinan Kamel, declarou à Sputnik que “a Miss Iraque não recebeu ameaças, e o que foi divulgado por alguns veículos da mídia e nas redes sociais sobre ameaças do Daesh em relação à Shaima são mentiras infundadas”.

    Mais cedo, vários meios de comunicação árabes, sem citar nenhuma fonte, publicaram a mesma notícia, não confirmada, de que os militantes do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) ameaçaram assassinar a miss caso ela não aceitasse se tornar escrava sexual dos militantes terroristas.

    Shaima Qassim, nascida na cidade iraquiana de Kirkuk, em 19 de dezembro de 2015, recebeu o título de “Rainha da Beleza do Iraque”.

    Tags:
    concurso, terrorismo, Daesh, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar