14:08 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    8324
    Nos siga no

    A continuidade do atual curso da relação entre o Ocidente com a situação na Ucrânia não propicia a resolução da crise no país, e as sanções contra a Rússia apenas reforçam a política agressiva do governo ucraniano. É o que diz a publicação do jornal alemão Deutsche Wirtschafts Nachrichten.

    Segundo a publicação, quanto mais Kiev sente o apoio do Ocidente, mais o governo ucraniano adere à retórica militar em Donbass, região leste do país.

    O artigo destaca que Moscou realizou muitos esforços para resolver o conflito e para mostrar que está aberta ao diálogo. No entanto, o governo ucraniano continua representando a Rússia como um país agressor e continua aumentando o orçamento militar através da contribuição europeia. Segundo a edição alemã, há alguns meses se ouvem declarações belicosas por parte do governo de Yatsenyuk.

    De acordo com o DWN, o governo de Kiev assinou o acordo de Minsk apenas por causa do estado desmoralizado do exército e da pressão da Alemanha, mas agora a Ucrânia não está particularmente preocupada com o respeito dos acordos alcançados por Moscou, Kiev, Berlim e Paris. Em particular, a situação do apagão da Crimea não teve quaisquer medidas por parte de Kiev para combater as violações em tempo hábil, escreve o jornal.

    No entanto, a União Europeia decidiu prorrogar as sanções, apesar das objeções de um número de países que declaram abertamente que as medidas anti-russas têm um impacto negativo, incluindo na economia europeia, diz o artigo.

    A decisão final sobre a extensão por mais seis meses das sanções setoriais contra a Rússia foi adotada pelo Conselho da União Europeia na última segunda-feir (21). 

    Mais:

    Rússia rompe acordo de livre comércio com a Ucrânia
    Rússia: ONU subestima número de vitimas civis na Ucrânia
    Ucrânia quer cooperar com OTAN na área de defesa
    Agricultores franceses querem revogação das sanções antirrussas
    'Rússia está pronta para responder prorrogação das sanções da União Europeia'
    DWN: Sanções da UE contra a Rússia minam a economia da Áustria
    Tags:
    agressão militar, sanções, Arseni Yatsenyuk, Donbass, Kiev, União Europeia, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar