23:14 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Sistema russo de mísseis anti-balísticos S-300VM Antey-2500. Os sistema de mísseis terra-ar do tipo S-300-S são projetados para abater uma variedade de mísseis balísticos de curto e médio alcance dentro de uma faixa de 2.500 km

    Rússia entregará sistemas S-300 ao Irã e Teerã retirará ação judicial contra Moscou

    © Sputnik/ Aleksandr Vilf
    Mundo
    URL curta
    8291

    O vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, afirmou nesta sexta-feira (18) que Teerã deve desistir da ação judicial que mantém contra Moscou uma vez que o primeiro sistema de defesa aérea S-300 pela Rússia será entregue ao Irã. De acordo com ele, a “retirada incondicional” do processo é uma das condições para o fornecimento.

    “[O Irã] Deve retirar [o processo] após a entrega da primeira unidade”, disse Rogozin, acrescentando que isso acontecerá em breve, assim que a fabricação for concluída.

    Moscou e Teerã assinaram em 2007 um acordo de US$ 800 milhões para a entrega de cinco sistemas de mísseis antiaéreos S-300. Em 2010, o governo russo suspendeu o contrato, se baseando em uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que colocou um embargo de armas à República Islâmica sobre seu programa nuclear. Um ano depois o Irã processou a Rússia.

    Em abril de 2015, o presidente russo, Vladimir Putin, suspendeu a proibição de entrega dos S-300, pouco depois das seis potências mundiais e o Irã chegarem a um acordo nuclear para remover todas as sanções econômicas contra Teerã em troca de garantias da natureza pacífica de suas atividades atômicas.

    Mais:

    Mídia: S-300 russo impedirá pressão dos EUA contra Teerã
    Tropas de defesa aérea russas realizaram exercícios com o sistema S-300
    Rússia moderniza sistema de mísseis S-300 para entregá-los ao Irã
    Mísseis iranianos não são alternativa aos russos S-300
    Tags:
    conclusão, processo, fabricação, fornecimento, entrega, ação, embargo, retirada, resolução, contrato, acordo, programa nuclear, sanções, S-300, Nações Unidas, ONU, Dmitry Rogozin, Teerã, Irã, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik