18:00 25 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    12392
    Nos siga no

    Receptores devem ser compatíveis com GPS, além dos sistemas nacionais.

    Os especialistas da Rússia e China planejam realizar pesquisas conjuntas de possibilidade do uso de tecnologias de satélite e navegação, bem como de contabilidade de sistemas Glonass e BeiDou na área de monitoramento de meios de transporte e segurança rodoviária.

    O diretor da agência espacial da Rússia Roscosmos, Igor Komarov, e o chefe da comissão para o sistema de satélite chinês Wang Li assinaram a declaração conjunta sobre a cooperação na aplicação de tecnologias de navegação com o uso com fins pacíficos de Glonass e BeiDou.

    Mais cedo, o presidente da empresa Glonass, Aleksandr Gurko, disse em uma entrevista à agência noticiosa RIA Novosti que a Rússia e a China vão complementar, até o fim do ano corrente, o acordo de criação de duas entidades conjuntas de criação, produção e distribuição de receptores de satélite que suportam três sistemas mundiais de navegação – a chinesa BeiDou, a russa Glonass e a norte-americana Navstar (GPS).

    "As partes planejam harmonizar estandartes de sistemas de navegação e informação na base de Glonass e BeiDou, realizar projetos e serviços usando Glonass e BeiDou, realizar o monitoramento e a avaliação das caraterísticas dos sistemas de navegação e de satélite globais, aumentar o nível de educação e troca de informações", nota-se na declaração conjunta.

    Os especialistas russos e chineses também planejam possibilidade de utilização conjunta das tecnologias de navegação por satélite e padrões de interoperabilidade e Glonass e Beidou para veículos de monitoramento e segurança rodoviária.

    Os dois países planejam conduzir desenvolvimento de microchipes, receptores de navegação, plataformas de navegação e informação, software, sistemas de navegação do segmento terrestre e serviços de aplicativos.

    Além disso, a Rússia e a China concordaram em realização do desenvolvimento e utilização conjunto de equipamentos, tecnologias e serviços, aplicações de navegação de alta tecnologia para as rotas de transporte para Nova Rota da Seda e o intercâmbio de informações sobre a evolução no domínio das tecnologias de navegação e suas aplicações.

    Tags:
    cooperação bilateral, navegação por satélite, Glonass, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar