06:39 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    23220
    Nos siga no

    O Irã violou uma resolução do Conselho de Segurança da ONU ao testar um novo míssil balístico em outubro, divulgou um painel de especialistas em um relatório confidencial, aumentando a pressão sobre o governo de Barack Obama, presidente dos Estados, no momento em que age para implementar um acordo nuclear separado com o Irã.

    Autoridades dos EUA pediram que o Conselho de Segurança falasse sobre o teste, que ocorreu no dia 10 de outubro, e um segundo lançamento, no dia 21 de novembro, de um míssil balístico capaz de produzir armas atômicas. 

    Os acontecimentos na ONU ocorreram no mesmo dia em que diplomatas em Viena decidiram, de forma unânime, encerrar uma investigação sobre os programas nucleares do Irã no passado. 

    "O Irã continua a focar no melhoramento da performance de seu sistema de míssil balístico com um foco específico na precisão", informou o relatório. 

    O lançamento de mísseis balísticos é proibido, de acordo com a Resolução 1929 do Conselho de Segurança da ONU. A resolução, adotada em 2010, impôs sanções ao Irã, incluindo um embargo de armas e a restrição a qualquer material relacionado com a proliferação nuclear.

    Mais:

    Autoridade do Irã: Teerã tem espiões infiltrados em importantes agências de inteligência
    Por que a AIEA não inspeciona programa nuclear de Israel mas presta tanta atenção ao Irã?
    Tags:
    programa nuclear iraniano, ONU, Conselho de Segurança da ONU, EUA, Teerã, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar