23:42 14 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    17661
    Nos siga no

    Nesta terça-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, lançou a segunda linha de eletricidade à Crimeia.

    "Comecem!", disse o presidente russo por teleconferência desde Moscou, marcando o início da nova ligação elétrica.

    A ação faz parte da implementação da "ponte energética", estabelecida na sequência do apagão na península em finais de novembro deste ano.

    Em 22 de novembro, a península da Crimeia ficou totalmente sem eletricidade, resultado de uma explosão de duas torres de alta tensão no território da Ucrânia.

    Durante duas semanas, a Crimeia utilizou as suas reservas de energia. O problema começou a ser resolvido em 2 de dezembro, quando Vladimir Putin foi pessoalmente à península e inaugurou a primeira linha da "ponte energética", através do estreito de Kerch, que separa a península da região russa de Krasnodar.

    Para 2016, está previsto o lançamento da terceira linha desta "ponte". Além disso, o presidente russo disse que é necessário garantir a implementação de mais duas linhas de fornecimento de eletricidade da Rússia continental à Crimeia.

    Por sua parte, o ministro russo da Energia, Aleksandr Novak, disse que agora, a península da Crimeia (que, junto com a cidade autônoma de Sevastopol, faz parte da Rússia desde 2014) recebe 1.000 megawatts de energia elétrica a partir do continente.

    Mais:

    Não há escuridão que persista: como terminou o corte de eletricidade na Crimeia?
    Putin inaugura 'ponte de eletricidade' até a Crimeia
    Opinião: Kiev usa tensões entre Rússia e Turquia para desestabilizar a Crimeia
    Tags:
    Vladimir Putin, Rússia, Crimeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar