06:12 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    34140
    Nos siga no

    Jordânia, Egito, Turquia, Catar e Paquistão entraram na coalizão antiterrorista organizada por Arábia Saudita, informa agência saudita SPA.

    Foi divulgado no fim de semana que a Arábia Saudita formou uma coalizão islâmica militar de combate ao terrorismo composta por 34 países.

    O centro de comando ficará na capital da Arábia Saudita, Riade. A coalizão, de acordo com o texto da declaração, esta sendo formada “para combater o terrorismo que tornou-se uma ameaça aos interesses da nação islâmica”, e também “exerce o direito das nações à autodefesa”. 

    Além da Arábia Saudita, farão parte da coalizão: Jordânia, Emirados Árabes Unidos, Paquistão, Bahrein, Bangladesh, Benin, Turquia, Chade, Togo, Tunísia, Djibouti, Senegal, Sudão, Serra Leoa, Gabão, Somália, Guiné, Autoridade Nacional Palestina, Comores, Costa de Marfim, Kuwait, Líbano, Egito, Lívia, República de Maldivas, Marrocos, Mauritânia, Niger, Nigéria, Mali, Malásia, Catar e Iêmen.  

    A nova coalizão irá coordenar as ações com organizações internacionais e outros países. O grupo irá combater não só o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico), mas também outros grupos terroristas.


    Mais:

    Parlamento Europeu aprova série de medidas antiterrorismo
    Moscou: Renovação da parceria antiterrorismo entre Rússia e EUA depende da Casa Branca
    Al-Qaeda promete sangue à Arábia Saudita por execuções anunciadas
    Obama fará pronunciamento após reunião anti-Daesh no Pentágono
    Exército Livre da Síria disposto a conceder dados à Rússia para combater Daesh
    Tags:
    antiterrorismo, Daesh, Riade, Catar, Paquistão, Turquia, Egito, Arábia Saudita, Jordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar