23:25 19 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    20192
    Nos siga no

    Na véspera da visita a Moscou do secretário de Estado dos EUA, John Kerry, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia publicou no site uma nota comentando o comportamento dos parceiros.

    No comunicado, a chancelaria voltou a criticar as alegações de "isolamento" internacional da Rússia:

    "São especialmente ridículas as afirmações sobre um suposto "isolamento" da Rússia no palco internacional. Tendo em conta que é a segunda vez em sete meses que o secretário de Estado visita o nosso país — e tal como em maio, a visita é organizada por pedido explícito da parte americana — tais viragens propagandísticos só merecem um sorriso".

    Nem por isso, no entanto, os autores do comunicado deixaram de apelar à parceria construtiva. Esta, porém, "só é possível se os princípios dos direitos iguais e respeito mútuo forem respeitados".

    Golpe nas costas
    © Sputnik / Vitaly Podvitsky
    E a Rússia se guia "exclusivamente pelos interesses próprios, inclusive no que toca ao reforço da sua segurança e da segurança internacional". O comunicado sublinha que o assunto da Síria, um dos principais assuntos da agenda política internacional, também é considerado por Moscou com base nestes princípios.

    Durante o encontro de amanhã, o ministério tentará "receber explicações do secretário de Estado" Kerry e "tentar conseguir que a Administração dos EUA revise a política cuja essência é dividir os terroristas em 'bons' e 'ruins'".

    No final do comunicado, a chancelaria critica a atitude dos EUA no assunto do abate do bombardeiro russo Su-24 na fronteira entre a Síria e a Turquia. Foi a parte turca que abateu o avião, alegando violação do espaço aéreo, fato não provado.

    Resumindo, o comunicado adverte: "Esperamos uma conversa profissional com o secretário de Estado dos EUA em 15 de dezembro".

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Em Moscou, Kerry insistirá para que a Rússia se junte à coalizão contra o Daesh
    Lavrov e Kerry estudam convocar nova reunião internacional sobre Síria
    Fonte exclusiva: Kerry avaliou o encontro de Putin e Obama
    Tags:
    Ministério das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, John Kerry, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar