14:59 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Valery Gerasimov durante conferência conjunta com o presidente russo no Ministério da Defesa em 11 de dezembro

    General russo aponta para ameaça de alastramento do terrorismo à Rússia

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Mundo
    URL curta
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    11231
    Nos siga no

    O comandante do Estado-Maior General das Forças Armadas, general Valery Gerasimov, não descartou que a desestabilização no Oriente Médio, África e Afeganistão possa ameaçar a Rússia.

    O general Gerasimov fez esta declaração nesta segunda-feira (14) no âmbito de um encontro com representantes do corpo diplomático militar estrangeiro.

    A Rússia não é o único país que poderá ser atingido por este alastramento. Eis o que disse Gerasimov, textualmente:

    "A desestabilização da situação no Oriente Médio, nos Estados da África e no Afeganistão criou a ameaça de alastramento da atividade terrorista a outras regiões do mundo, inclusive à Rússia".

    O militar frisou que foi precisamente essa ameaça que levou as autoridades da Federação da Rússia a enviar a Força Aeroespacial (antiga Força Aérea) à Síria. O pedido correspondente de Bashar Assad foi aprovado pelo Conselho da Federação (câmara alta do parlamento da Rússia) em 30 de setembro, ato seguido os primeiros aviões russos tomaram voo rumo à província de Lataquia, no noroeste sírio, onde se a base aérea de Hmeymim está situada.

    Segundo as autoridades militares russas, a Força Aeroespacial ajuda as Forças Armadas da Síria quando essas realizam operações terrestres contra o Daesh (grupo terrorista também conhecido como Estado Islâmico); contra a Frente al-Nusra e outros grupos terroristas.

    Campanha

    Comentando a campanha russa na Síria, o general Gerasimov disse que cerca de 30-40 golpes aéreos são assestados diariamente pela aviação russa contra alvos terroristas.

    Além das forças governamentais, o principal aliado da Rússia nesta campanha, forças do grupo oposicionista Exército Livre da Síria também começaram a colaborar. Agora o número das tropas supera 5 mil, disse o general. O número cinco mil foi citado pelo presidente russo, Vladimir Putin, quando na sexta-feira (11) ele fez um balanço do ano da atividade do Ministério da Defesa da Rússia.

    General Valery Gerasimov e presidente Vladimir Putin durante conferência conjunta no Ministério da Defesa da Rússia, em 11 de dezembro
    © Sputnik / Aleksei Druzhinin
    General Valery Gerasimov e presidente Vladimir Putin durante conferência conjunta no Ministério da Defesa da Rússia, em 11 de dezembro

    "O número de tais agrupamentos do Exército Livre da Síria está em crescimento permanente. Só para os ajudar, a aviação russa realiza 30-40 ataques aéreos diários. Além disso, eles recebem ajuda em forma de fornecimento de armas, munições e meios materiais", disse o general Gerasimov.

    Segundo ele, isso "fomenta a união dos esforços das forças governamentais e agrupamentos da oposição síria para esmagar os terroristas".

    Tema:
    Aviação russa combate terrorismo na Síria (111)
    Tags:
    Força Aeroespacial da Rússia, Estado Maior, Ministério da Defesa (Rússia), Valery Gerasimov, Oriente Médio, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar