04:40 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro russo Dmitry Medvedev

    Medvedev: Rússia e China preparam mais de 100 projetos humanitários conjuntos

    © Sputnik / Ekaterina Shtukina
    Mundo
    URL curta
    16290
    Nos siga no

    Moscou e Pequim estão preparando mais de cem projetos humanitários conjuntos, segundo disse o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, em uma entrevista com a mídia chinesa neste domingo (13), às vésperas de sua visita à China.

    O primeiro-ministro expressou confiança de que há muitas áreas em que a Rússia e a China ainda podem estabelecer um diálogo produtivo.

    "Estamos atualmente concluindo a elaboração de um plano detalhado de eventos, que inclui mais de 100 projetos comuns", disse Medvedev, citado pelo jornal chinês Diário do Povo.

    De acordo com o premiê russo, este plano inclui a filmagem de longas-metragens, séries de televisão e documentários, bem como a tradução e publicação de livros e a realização de exposições literárias.

    "Há grandes perspectivas de cooperação no domínio das novas mídias, que são o futuro dos meios de comunicação globais", acrescentou Medvedev.

    O primeiro-ministro russo deverá ir à China na segunda-feira (14) para uma visita oficial de quatro dias. Como parte de sua agenda no país, Medvedev participará da Segunda Conferência Mundial de Internet em Wuzhen, no dia 16. Ele também se reunirá com seu homólogo chinês, Li Keqiang, em Pequim.

    A China é o principal parceiro econômico da Rússia. Atualmente, os dois países estão cooperando ativamente em uma grande variedade de campos, principalmente em matéria de energia, infraestrutura, finanças e defesa. 

    Mais:

    OCDE sobre BRICS: Brasil e China dão sinal de estabilização econômica
    China e EUA continuam guerra comercial
    China partilha da visão russa do combate ao terrorismo
    Tags:
    novas mídias, defesa, finanças, infraestrutura, energia, projetos humanitários, cooperação, Li Keqiang, Dmitry Medvedev, Pequim, Wuzhen, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar