15:25 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela.

    Nicolás Maduro diz ter provas de que oposição comprou votos na Venezuela

    © REUTERS / Carlos Garcia Rawlins
    Mundo
    URL curta
    2487
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu na noite de quarta-feira (9) a abertura de uma investigação sobre compra de votos nas eleições parlamentares do país realizadas no domingo (6). Ele disse que possui provas do ato praticado por oposicionistas e que os culpados serão punidos.

    Em um programa de televisão da VTV, Maduro destacou que um grupo de advogados e especialistas eleitorais irá apurar com profundidade as denúncias. Ele disse que a compra de votos é um ato digno de pessoas que não sabem respeitar as regras do jogo e que, por isso, usam do artifício da guerra suja.

    Segundo o líder venezuelano, o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, mostrou um áudio de alguém que disse ser o secretário-geral do partido Bandera Roja, Carlos Hermoso Conde, e um cidadão, que seria uma pessoa conhecida como ‘El Polo’, onde a compra de votos para a coalizão oposicionista Mesa da Unidade Democrática (MUD) por 10 mil bolívares foi abordada no dia 3 de dezembro.

    Nas eleições para a Assembleia Nacional da Venezuela, a oposição conseguiu 109 cadeiras, contra 55 governistas e três indígenas.

    Tags:
    compra de votos, apuração, áudio, punição, provas, parlamento, denúncia, crime, eleições, oposição, investigação, Bandera Roja, MUD, Assembleia Nacional da Venezuela, Carlos Hermoso Conde, Diosdado Cabello, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar