10:00 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Moedas e notas de yuan chinês em torno de um dólar norte-americano

    Com uso de moedas nacionais, comércio russo-chinês pode atingir US$ 100 bilhões

    © AP Photo/ EyePress, FILE
    Mundo
    URL curta
    7836140

    O valor do comércio entre Rússia e China poderia atingir o equivalente a 100 bilhões de dólares se as duas partes usassem moedas nacionais nos pagamentos mútuos. E o modelo atual de cooperação econômica entre os dois países seria completamente transformado, afirmou o encarregado do setor de negócios da embaixada chinesa em Moscou, Zhang Xiao.

    Rublos e yuans
    © Sputnik/ Aleksandr Demyanchuk
    "Será que não é hora de a comunidade empresarial e dos círculos empresariais pensarem em como transformar e modernizar o nosso modelo de cooperação econômica? Não é hora de pensar em expandir o uso das moedas nacionais, seguindo a decisão do FMI de incluir o yuan chinês no conjunto de moedas de reserva?", questionou Xiao durante participação em uma conferência de cooperação estratégica sino-russa. 

    No último dia 30, o Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) decidiu incluir o yuan na cesta de moedas que compõem o Direito Especial de Saque, qualificando-o como uma das moedas de reserva internacional a partir de outubro de 2016. 

    Atualmente, a China é o principal parceiro comercial da Rússia. No ano passado, o comércio entre os dois países somou cerca de 95 bilhões de dólares. 

    Mais:

    Yuan se levanta: Fim da hegemonia de dólar norte-americano
    Tags:
    comércio, yuan, moeda de reserva, SDR, moeda, FMI, Moscou, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik