20:00 24 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Donald Trump, bilionário e candidato à presidência nos Estados Unidos

    Donald Trump pede a proibição de entrada de muçulmanos nos EUA

    © AFP 2017/ ROBYN BECK / AFP
    Mundo
    URL curta
    4108872

    O pré-candidato do Partido Republicano à Presidência dos EUA, Donald Trump, pediu ao governo norte-americano para fechar o país aos muçulmanos. Ele deseja que a proibição permaneça até que as autoridades “entendam o que está acontecendo”, em alusão ao anúncio do chefe da Casa Branca, Barack Obama, de que o ataque em San Bernardino foi terrorista.

    A declaração concedida na segunda-feira (7) é mais uma polêmica criada pelo pré-candidato. Durante a campanha, ele já afirmou que fecharia as mesquitas para combater o Daesh (também conhecido como Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países), que mandaria os refugiados sírios nos EUA de volta, criticou o Papa Francisco e disse que construiria um muro na fronteira com o México para dificultar a chegada dos latinos.

    Trump também usou imagens nazistas em sua propaganda eleitoral e afirmou que os imigrantes seriam “estupradores” e que estariam levando “drogas e crimes” para seu país. O porta-voz da Casa Branca, Josh Ernest, respondeu ao pedido dizendo que esta medida seria contrária aos valores do país.

    Tags:
    refugiados, sírios, polêmicas, declarações, entrada, proibição, muçulmanos, imagens, nazistas, terrorismo, Casa Branca, Partido Republicano, Estado Islâmico, Daesh, Barack Obama, Papa Francisco, Josh Earnest, Donald Trump, San Bernardino, Síria, México, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik