17:40 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Participantes do protesto após o abate do Su-24 empunham um cartaz em frente do edifício da embaixada da Turquia em Moscou, 25 de novembro de 2015

    Mídia: Rússia conquista mais uma vitória no conflito com a Turquia e Daesh

    © AFP 2017/ KIRILL KUDRYAVTSEV
    Mundo
    URL curta
    219282801

    A Rússia saiu-se vitoriosa do conflito que se iniciou como resultado da negligência das ações da Turquia, terminando com prejuízos para este país, Pentágono, OTAN, e, claro, o grupo Daesh (Estado Islâmico). É o que foi publicado pelo jornal iraniano Shargh Iran.

    O incidente com o avião russo Su-24, abatido pela aviação turca na Síria, provocou uma séria deterioração das relações entre a Rússia e Turquia. O caso foi tachado de "um golpe nas costas" pelo presidente russo Vladimir Putin e levantou sérias denúncias sobre o suposto envolvimento do presidente turco Erdogan no comércio ilegal de petróleo promovido pelo grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico) na Síria. 

    “Após os ataques da Força Aérea da Turquia contra o caça russo, todos os olhos ficaram voltados na direção da Rússia e sua possível resposta militar. Alguns analistas falaram sobre o poder de combate da Turquia e os outros começaram a especular sobre quem, em última análise, seria o vencedor desta disputa, esperando novas ações por parte da Rússia. No entanto, poucos perceberam que o vencedor foi determinado já no primeiro dia do incidente. E este foi a Rússia”, escreveu o colunista Vandad Alvandipoor ao Shargh Iran. 

    O autor lembra, em primeiro lugar, que dois dias depois do ataque da Turquia ao caça da Força Aérea da Rússia, Moscou bombardeou e destruiu pelo menos 20 caminhões que entraram na Síria a partir do território da Turquia, e, como resultado deste ataque matou sete motoristas turcos, mostrando que a Rússia tomou uma significativa ação militar em resposta. 

    Além disso, algumas horas após o ataque contra o seu caça, a Rússia decidiu fornecer à Síria o sistema de defesa de mísseis S-300, o que protege o país de qualquer ameaça potencial que surgiriam nas imediações de seus combatentes. 

    “Em outras palavras, por causa das ações imprudentes da Turquia, a Rússia está agora, não só entregando à Síria o mais recente sistema anti-aeronaves e expandindo sua frota no país, mas também dizendo às suas contrapartes, ou seja, a Turquia, os EUA e seus aliados na OTAN, a nova regra em caso de ameaça: se continuar a interferência das ações da Rússia na Síria, isto vai ter uma resposta imediata”, argumentou o colunista.


    Mais:

    Se a Rússia vencer o Daesh para onde irão os milhares de jihadistas?
    Iraque pede ajuda à Alemanha para combater o Daesh
    Daesh substitui contrabando de petróleo por drogas
    Polícia do Irã prende 53 pessoas acusadas de operarem sites do Daesh
    Exército do Iraque repele megaofensiva do Daesh (EI) em Anbar
    Tags:
    conflito, Su-24, Daesh, Estado Islâmico, Recep Tayyip Erdogan, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik