17:44 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Hackers.

    Polícia do Irã prende 53 pessoas acusadas de operarem sites do Daesh

    © flickr.com/ Dennis Skley
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    246061

    O chefe da polícia para assuntos cibernéticos do Irã, Kamal Hadianfar, anunciou nesta segunda-feira (7) que pelo menos 53 pessoas foram presas por operarem sites que dão suporte ao Daesh (também conhecido como Estado Islâmico, grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países), informou a imprensa local.

    De acordo com Hadianfar, citado pela agência de notícias Tasnim, ao longo dos últimos oito meses, oficiais da divisão cibernética da polícia do país identificaram 132 sites que contêm conteúdo terrorista. Ele destacou que os promotores das páginas da internet são baseados nas províncias fronteiriças.

    O grupo terrorista controla vastos territórios da Síria e do Iraque e considerado uma das principais ameaças para a segurança global. É conhecido por usar a internet para recrutar novos membros em todo o mundo.

    Em outubro, relatos da mídia sugeriram que soldados iranianos tinham sido implantados na Síria. Oficialmente, Teerã reconheceu apenas o fornecimento de armas e de conselheiros militares para as forças do governo sírio para ajudar a combater os militantes Daesh.

    A Rússia, que proibiu o Daesh, designando-a como uma organização terrorista, realiza ataques aéreos contra posições do grupo na Síria desde 30 de Setembro, na sequência de um pedido do presidente do país árabe, Bashar Assad.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    terroristas, prisão, recrutamento, crimes cibernéticos, Internet, Estado Islâmico, Daesh, Bashar Assad, Iraque, Rússia, Síria, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik