23:34 20 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA

    EUA devem ‘considerar aliança com Rússia’ se querem combater Daesh

    © Sputnik/ David B. Gleason
    Mundo
    URL curta
    91275112

    A elite política e militar dos EUA deve compreender que, se eles realmente querem parar o Daesh, também conhecido como Estado Islâmico, eles devem aceitar a proposta russa de formar uma frente comum contra o terrorismo, escreve a edição ValueWalk.

    Os jornalistas apelaram a Washington para “abandonar a sua identidade política rigidamente definida e considerar uma aliança” com Moscou desde que os esforços antiterroristas, particularmente os que visam destruir o grupo brutal, sejam considerados mais importantes que “na crítica momentânea e a perda potencial de alguns votos”.

    O Daesh, que proclamou um califado em grandes territórios na Síria e no Iraque, diverge de outros grupos terroristas em termos de alcance, recursos e brutalidade. Nas últimas semanas o grupo terrorista executou ou surgiu como autor moral de um número de ataques em todo o mundo, inclusive Paris, San Bernardino na Califórnia, Beirute, Sinai etc. que levou as vidas de centenas pessoas inocentes.

    O Daesh, segundo a ValueWalk, está longe de estar contido e o grupo terrorista não pode ser vencido “exceto se a comunidade internacional apresentar uma frente unida. E, independentemente de os EUA o aceitarem ou não, a Rússia é parte integrante da comunidade internacional”. 

    Na verdade, a Rússia é instrumental na derrota do terrorismo global.

    “Moscou exerce influência significativa na região primeiramente afetada pelo EI. A Rússia tem conexões políticas úteis com o Oriente Médio, assim como uma rede de inteligência impressionante: ativos que podem ser úteis quando se trata de neutralizar a ameaça do Daesh na região”, observou a ValueWalk. 

    A Rússia melhorou a sua imagem no Oriente Médio depois de lançar na Síria uma campanha antiterrorista limitada, mas altamente eficaz, enquanto Washington não foi capaz de apresentar uma estratégia viável sobre a maneira de combater o Daesh.

    São poucos os que nos EUA parecem compreender o papel que a Rússia tem na resposta ao desafio lançado pelo terrorismo global. A ValueWalk nomeou o senador democrata e possível presidencial Bernie Sanders, antigo secretário de Defesa Chuck Hagel e a congressista republicana Dana Rohrabacher como pessoas que realmente o compreendem.

    Os EUA ainda não entenderam, mas a Europa já entendeu a necessidade de lutar contra o Daesh em aliança com a Rússia, diz a ValueWalk. Assim, o presidente francês François Hollande defende criação de uma ampla coalizão precisamente por esta razão.

    Tags:
    aliança, luta, terrorismo, Daesh, Bernie Sanders, Chuck Hagel, Síria, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik