11:33 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    872
    Nos siga no

    Dois ou três homens-bombas em Paris podiam chegar à Europa como refugiados usando cédulas de identidade autênticos sírios, diz a edição alemã Focus Online. Acredita-se que mais membros do Daesh podem tentar viajar à Europa usando documentos sírios possuídos pelo grupo terrorista.

    O grupo terrorista Daesh (também conhecido como “Estado Islâmico”) tem 3 mil passaportes sírios e iraquianos autênticos roubados de autoridades nacionais que podem ser usados para enviar terroristas a Europa, escreve a revista alemã.

    Segundo a Focus Online, os terroristas sempre se esforçavam para capturar passaportes autêntico em cidades conquistadas, como Mossul e Raqqa, para poder enviar os seus terroristas a outros países de todo o mundo.

    A polícia alemã teme que os terroristas podem chegar à Europa com o fluxo de refugiados usando estes documentos. Isto pode deteriorar a segurança doméstica e aumentar a possibilidade de ataques terroristas no país.

    Os serviços especiais têm certeza que dois ou três terroristas entre os que realizaram atentados em Paris foram registrados em 3 de outubro na ilha grega de Leros como refugiados. Ahmad Almohammad e Mohammed al-Mahmud explodiram-se em 13 de novembro em frente do estádio Stade de France em Paris. 

    Há mais terroristas disfarçados de refugiados?

    Zona do euro
    © AFP 2020 / ARIS MESSINIS
    Segundo os dados dos serviços de segurança, ambos os terroristas chegaram à ilha de Leros em 3 de outubro junto com outros 198 refugiados. 30 deles estão neste momento na Alemanha, diz-se no documento analítico da Focus sobre o estado de segurança no país.

    “Ninguém de nós não pode excluir que entre estas 30 pessoas não tenha islamistas que podiam penetrar no país como agentes segredos do Daesh”, disse nas condições de anonimato um dos participantes de reunião segreda em qual participaram vice-ministros de três Ministérios.

    De acordo com as estimativas da ONU, cerca de um milhão de refugiados podem chegar ao bloco europeu até o final do ano corrente fugindo das guerras na África e no Oriente Médio, provocando a mais grave crise migratória desde o fim da Segunda Guerra Mundial. A Alemanha deve ser um dos maiores recipientes de refugiados.

    Um número de especialistas e mídia avisaram que entre os refugiados possam estar terroristas. O potencial terrorismo no âmbito da comunidade de refugiados provocaram sérios preocupações entre a população europeia e alguns políticos que começaram a apelar ao endurecimento do controle migratório e fechamento das fronteiras europeias.

    Tags:
    passaporte, refugiados, terrorista, terrorismo, Daesh, Estado Islâmico, Iraque, Síria, Paris, França, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar