17:17 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Líder do Talibã Mullah Akhtar Mansour

    Autoridades afegãs confirmam morte do líder talibã

    © Foto: Youtube/ Sponto News
    Mundo
    URL curta
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    4141

    Mullah Akhtar Mansour, líder do rupo terrorista Talibã no Afeganistão, é realmente morto.

    Esta informação foi confirmada à agência de notícias afegã Bokhdi pelo primeiro vice-presidente do Afeganistão Soltan Fayazi. Segundo as palavras dele, o líder do movimento radical Talibã sofreu uma lesão em um dos confrontos locais na cidade paquistanesa de Quetta. 

    Lembramos que anteriormente hoje (4) foi divulgada informação contraditória sobre o destino de Mansour.

    Entretanto o primeiro vice-presidente do Afeganistão confirmou a morte no mesmo tiroteio de um dos antigos chefes do Talibã Mullah Abdollah Sarhadi.

    Esta informação foi confirmada por várias fontes da Sputnik Dari e Sputnik Pashto.

    Anteriormente os meios de comunicação afegãos declararam a morte em Quetta de quatro companheiro de armas próximos de Mansour.

    Lembramos que Zabihollah Mojahed, que se declara como representante oficial do Talibã, desmentiu, através das redes sociais, a morte de Mullah Akhtar Mansour e duvidou do próprio fato de tiroteio. No entanto, várias edições afegãs, alegando fontes próximas ao comando dos talibãs afegãos, divulgam que o tiroteio teve lugar e Mansour é ferido e hospitalizado.

    Mansour foi anunciado como o novo chefe do Talibã em 31 de julho deste anos depois de o movimento terrorista confirmar a morte de Mullah Mohammad Omar que liderou o Taliban por cerca de duas décadas. Informa-se que alguns líderes do movimento recusaram-se a reconhecer Mansour com o novo chefe do Talibã.

    Mullah Mansour tinha 55 anos. Ele é natural da província afegã de Candaar. Com o Talibã no poder no Afeganistão, ele ocupava o cargo de ministro da Aviação.

    Tema:
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    Tags:
    tiroteio, terrorismo, Talibã, Mullah Omar, mulá Mansour, Paquistão, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik