10:48 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Jazida de petróleo de Rmeilane, na província de Hasakeh, na Síria

    Rússia não detecta ataques da coalizão contra comboios de petróleo do Daesh

    © AFP 2019 / YOUSSEF KARWASHAN
    Mundo
    URL curta
    20022
    Nos siga no

    O Estado-Maior General russo afirma que não detectou ataques da coalizão liderada pelos EUA comboios de petróleo do grupo terrorista Estado Islâmico (Daesh em árabe).

    "Não há sinais de que a coalizão tenha destruído tanques dos terroristas”, disse o chefe da direção de Operações do Estado-Maior, General Sergey Rudskói.

    Ao mesmo tempo, ele assegurou que, após o início da operação russa na Síria, o número de navios-tanque do Daesh caiu "dramaticamente".

    Rudskói afirmou que os terroristas têm um total de 8.500 caminhões transportando até 200 mil barris por dia ilegalmente.

    De acordo com o Estado-Maior, depois de cruzar a fronteira os caminhões são dirigidos aos portos turcos de exportação de petróleo para outros países.

    Durante a conferência de imprensa, foram mostradas imagens de satélite onde comboios petroleiros que avançavam pelo território controlado por terroristas do EI, indo para a Turquia.

     

    Mais:

    Quem está realmente combatendo o Daesh?
    Luta linguística antiterrorista: por que usamos ‘Daesh’ em vez de ‘Estado Islâmico’?
    Kerry: Turquia deveria fechar fronteira para impedir contrabando de petróleo do Daesh
    Conselho de Segurança da Rússia estuda métodos de propaganda contra Daesh
    Tags:
    coalizão, petróleo, Daesh, Estado Islâmico, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar