10:32 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin durante a visita à França para participar na cúpula da COP21

    Vladimir Putin: Esforços da Rússia retardaram aquecimento global

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Mundo
    URL curta
    4121

    Nesta segunda-feira (30) a capital da França, Paris, tornou-se palco da primeira sessão da COP21, que irá negociar o próximo acordo global de redução de emissão de gases de efeito estufa e debater outros problemas climáticos.

    No seu discurso, o presidente russo, Vladimir Putin, divulgou que os esforços da Rússia permitiram retardar o aquecimento global na Terra por um ano.

    A Rússia deve cortar até 2030 cerca de 70% das emissões poluentes em relação aos níveis do ano de referência do Protocolo de Quioto – 1990, de acordo com a declaração de Putin.

    O presidente também confirmou a proposta de realizar um fórum científico sob a égide da ONU para tratar os problemas do clima e dos recursos naturais. 

    A cúpula climática que decorre em Paris entre 30 de novembro e 11 de dezembro conta com participação de 130 líderes mundiais e altos diplomatas de todos os países que assinaram o Protocolo de Quioto, um tratado internacional com compromissos rigorosos para a redução da emissão dos gases que agravam o efeito estufa, considerados, de acordo com a maioria das investigações científicas, como causa antropogênica do aquecimento global.

    Os Estados Unidos também participam da cúpula, mesmo sem terem ainda ratificado o protocolo.

    Tags:
    clima, cúpula, COP21, Vladimir Putin, Rússia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar