00:12 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Papa Francisco na República Centro-Africana.

    Papa vai à zona de conflito para afirmar que cristãos e muçulmanos são irmãos

    © AP Photo / Jerome Delay
    Mundo
    URL curta
    541
    Nos siga no

    Em seu último dia de viagem à África, o Papa Francisco pediu nesta segunda-feira (30), na República Centro-Africana, a muçulmanos e cristãos que se unam pela paz. O líder da Igreja Católica participou de um encontro na mesquita de Koundoukou, em Bangui.

    “Cristãos e muçulmanos são irmãos e irmãs. Vamos nos manter unidos para acabar com qualquer ação, de um lado e de outro, que desfigure a face de Deus. Juntos digamos não ao ódio, à vingança, à violência, especialmente, a perpetrada em nome da religião ou de Deus. Deus é paz”, afirmou o Papa Francisco.

    Papa Francisco ignorou as preocupações quanto a sua segurança e foi à mesquita em carro aberto, mesmo com o templo ficando em uma área de muitos conflitos. Lá destacou o papel dos líderes religiosos de restabelecer a harmonia e a fraternidade entre os povos, especialmente em tempos difíceis.

    Ainda nesta segunda-feira, o Papa Francisco retorna a Roma. Ele passou os últimos cinco dias na África, inicialmente no Quênia e depois em Uganda, antes de chegar à República Centro-Africana. O pontífice visitou quatro continentes em 2015. Apenas a Oceania não recebeu o líder do catolicismo.

    Tags:
    segurança, conflito, encontro, união, muçulmanos, cristãos, irmãos, paz, mesquita, Igreja Católica, Papa Francisco, Oceania, África, Quênia, Uganda, República Centro-Africana, Bangui, Roma
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar