01:14 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    13371
    Nos siga no

    O sistema de defesa antimíssil da capital russa А-135 (Amur) será capaz de fazer frente a todos os desafios no que toca à segurança ainda durante várias décadas, afirmou este sábado o coronel Andrei Cheburin, comandante da divisão de defesa antimíssil do Primeiro Exército e da defesa antimíssil das Forças Aeroespaciais russas, à rádio RSN.

    "Ele (o sistema de defesa antimíssil de Moscou) irá manter-se atual por mais algumas décadas. Apesar disso, continua o seu desenvolvimento. Em primeiro lugar, trata-se da modernização de sua componente informacional, o radar Don-2N, o nosso orgulho. Em segundo lugar, uma série de empresas estão desenvolvendo novos armamentos incorporados, que vão melhorar as características de combate do sistema, tornando-o duas vezes mais potente", — disse ele.

    Cheburin lembrou que o sistema de defesa de Moscou e da área industrial central inclui atualmente mísseis interceptores em silos de lançamento, cuja velocidade é várias vezes superior à velocidade de uma bala", sendo por isso apelidados de "gazelas " na classificação americana. 

    "A sua alta precisão garante a destruição de alvos balísticos. Atualmente, está sendo feita a modernização destes mísseis, o que permitirá aumentar as suas características de combate", acrescentou.


    Tags:
    exército, Defesa antimíssil (DAM), Força Aeroespacial da Rússia, Força de Defesa Aeroespacial, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar