17:36 26 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Batalhão especial da polícia turca empurra uma jornalista para fora da sede do jornal Bugun e do canal de televisão Kanalturk, em 28 de outubro, dia de uma manifestação contra o governo em Istambul

    EUA são preocupados com liberdade de expressão na Turquia

    © AFP 2017/ OZAN KOSE
    Mundo
    URL curta
    403350618

    As acusações de dois jornalistas turcos de espionagem e traição levanta preocupações sobre a liberdade de imprensa na Turquia, disse vice-porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Mark Toner, em comunicado.

    "Estamos preocupados com a detenção de ontem dos editores seniores do respeitado jornal turco Cumhuriyet. A investigação, acusações criminais e a prisão levantam sérias preocupações sobre o compromisso do governo turco para com o princípio fundamental da liberdade de imprensa", disse Toner na sexta-feira (27).

    Na quinta-feira, o editor-chefe do jornal Cumhuriyet Can Dundar e o representante do diário Ancara Erdem Gul foram detidos sob a acusação de espionagem e traição após a publicação de fotos de caminhões turcos transportando armas com destino à Síria.

    "Esta ocasião é apenas a última de uma série de ações judiciais e de aplicação da lei tomadas sob circunstâncias questionáveis contra os meios de comunicação turcos críticos do governo", disse Toner.

    Washington também apelou às autoridades turcas para assegurarem que todos os indivíduos e organizações, incluindo a mídia, possam expressar livremente diferentes pontos de vista e críticas.

    A imprensa local informou que cerca de 1.000 pessoas se reuniram perto do escritório do jornal Cumhuriyet em Istambul na sexta-feira em apoio dos dois jornalistas.

    A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, as federações europeias e internacionais de jornalistas pediram a Ancara para cancelar as acusações contra os repórteres.

    O artigo e as fotos controversas divulgadas pelo Cumhuriyet em maio de 2015 afirmam que os caminhões turcos transportavam granadas de artilharia, munições para metralhadoras e morteiros,  destinadas às forças de oposição sírias.

    Ancara negou as informações, insistindo que os veículos estavam entregando ajuda aos turcomanos sírios.

    Mais:

    Ataque a caça russo tem dedo de Washington - colunista independente
    Presidente sérvio: Ancara tentou impedir destruição de terroristas
    Tags:
    liberdade de expressão, liberdade de imprensa, Mark Toner, Turquia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik