13:05 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1148
    Nos siga no

    Os governos da Alemanha, Argélia, Emirados Árabes, Espanha, EUA, França, Grã-Bretanha, Itália, Marrocos e Tunísia saudaram a declaração de apoio à criação do governo de unidade nacional na Líbia, assinada pela maioria da Câmara de Representantes líbia em 24 de novembro, informou a Casa Branca.

    “Somente o governo de unidade nacional pode dar início ao difícil trabalho de criar um movimento eficiente e legal para administração, recuperação, estabilidade e manutenção de um Estado unido”, diz o texto da declaração. 

    Segundo a declaração, a maioria do Congresso Nacional em Trípoli também apoia o governo de unidade nacional.

    Desde a derrubada e o assassinato, em 2011, do líder do país, Muammar Khaddafi, Líbia vive um período de crise. Em função dos conflitos, o país está dividido entre dois governos. De um lado, o parlamento formado após as eleições gerais, com sede em Tobruk. Do outro, o pró-islâmico congresso nacional com sede em Trípoli. Apesar disso, algumas regiões da Líbia não estão sob controle de nenhuma das autoridades centrais.

    Mais:

    Benghazi: Cortina de fumaça sobre o verdadeiro escândalo envolvendo os EUA na guerra líbia
    'Eu assumi a responsabilidade', diz Hillary Clinton sobre ataque na Líbia
    Putin culpa OTAN pelo desaparecimento da Líbia como Estado
    Tags:
    Muammar Khaddafi, Tobruk, Trípoli, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar