10:21 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1160
    Nos siga no

    A França agradeceu à Rússia pelo presente simbólico oferecido pela polícia russa aos seus colegas franceses, que, ainda abalados pela perda da cadela Diesel, no último dia 18, deram boas-vindas hoje ao cachorrinho Dobrynya, enviado pelo Ministério do Interior russo como gesto de amizade, segundo informaram à Sputnik as autoridades francesas.

    Em carta enviada ao seu homólogo em Moscou, o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneuve revelou ter ficado pessoalmente sensibilizado pela iniciativa russa e prometeu que Dobrynya será muito bem recebida em seu novo país. 

    "O presente dos policiais russos para os seus colegas franceses, para aliviar a perda do cão-policial Diesel, morto durante uma operação em Saint-Denis, exprime um gesto simbólico muito forte e excepcional de vossa parte", disse Cazeneuve no texto endereçado a Vladimir Kolokoltsev.  

    "Eu estou pessoalmente muito sensibilizado, e asseguro que a melhor recepção será reservada a esse filhote de cão pastor". 

    Segundo o ministro francês, o filhote russo irá inevitavelmente encarnar a amizade entre França e Rússia no domínio da segurança interior. 

    Diesel, uma pastor belga que tinha sete anos, fazia parte da unidade de contraterrorismo da polícia francesa. Ela foi vítima de supostos terroristas quando enviada para avaliar a possível presença de explosivos em um apartamento em Saint-Denis. Sua morte comoveu milhares de pessoas ao redor do mundo, sensibilizando inclusive as autoridades russas, que, em sinal de apoio, decidiram presentear seus colegas franceses com um novo cachorrinho. 

    Mais:

    Rússia envia cachorrinho para a polícia francesa após morte de cão policial em Saint-Denis
    Cachorro vira herói da operação antiterrorista francesa
    Tags:
    cão, cachorro, Vladimir Kolokoltsev, Diesel, Dobrynya, Bernard Cazeneuve, Saint-Denis, Moscou, França, Paris, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar