10:34 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Presidente da Rússia, Vladimir Putin

    Putin: Rússia respeita a coalizão dos EUA, mas espera que incidentes não se repitam

    © Sputnik/ Aleksey Nikolskyi
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    132712231

    Rússia respeita a coalizão liderada pelos EUA contra o Estado Islâmico e está pronta para cooperar, mas seria melhor criar uma coalizão única, declarou nesta quinta-feira, o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

    “Estamos prontos para cooperar com a coalizão liderada pelos EUA. No entanto, é claro que os incidentes, como o da derrubada da nossa aeronave, com a morte de nossos militares — piloto e fuzileiro naval, que veio em resgate dos seus companheiros de armas — são completamente inadmissíveis”. 

    “Partimos do pressuposto de que isso não se repetirá. Caso contrário, não precisamos desse tipo de cooperação com coalizão nenhuma”, afirmou Putin após a reunião mantida com o presidente da França, François Hollande em Moscou. 

    Ele revelou que “esse justamente foi o objeto das nossas extensas conversações com o presidente da França”. “Nos chegamos a um acordo sobre como vamos cooperar no tempo mais próximo, tanto no formato bilateral, quanto com a coalizão liderada pelos EUA como um todo”, revelou o presidente da Rússia.

    “Achamos que seria melhor criar uma coalizão única e geral. Seria mais fácil e mais eficiente coordenar o nosso trabalho em comum nessas condições. No entanto, se os nossos parceiros não estão prontos para isso — aliás, justamente sobre isso que eu falava ao discursar na ONU — tudo bem, estamos prontos, da nossa parte, a trabalhar em um outro formato, aceitável para os nossos parceiros”, completou Putin.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Putin: os EUA sabiam a rota do Su-24 derrubado
    Putin e Hollande determinados a punir autores de atentados contra seus cidadãos
    Putin: Rússia está pronta para cooperar com França na luta contra o mal comum
    Tags:
    antiterrorismo, Su-24, Guerra Civil Síria, Estado Islâmico, François Hollande, Vladimir Putin, Síria, França, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik