02:25 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Parlamento Europeu

    Parlamento Europeu aprova série de medidas antiterrorismo

    © flickr.com / Michal Sänger
    Mundo
    URL curta
    1212
    Nos siga no

    Os eurodeputados defenderam nesta quarta-feira (25) que os Estados-membros do bloco e agências da União Europeia (UE) devem aumentar a troca de informações entre si, no âmbito da luta antiterrorista. Também defenderam a criação de uma lista negra de jihadistas europeus e possíveis terroristas, informou Agência Brasil.

    As medidas constam de um relatório aprovado hoje em Estrasburgo, na França, por 548 votos favoráveis, 110 contrários e 36 abstenções.

    Os eurodeputados indicaram ainda a necessidade de normas para registros de identificação de passageiros até ao final do ano e de um sistema de alerta para “obter apoio ou assinalar rapidamente o desenvolvimento de mudanças súbitas de comportamento que possam indicar um processo de radicalização terrorista ou a ida de um indivíduo para se juntar a organizações terroristas”.

    Outras medidas defendidas no relatório são o monitoramento de conteúdos ilegais na Internet, a criação de uma unidade especial em cada Estado-membro, a utilização do Fundo para a Segurança Interna para prevenir a radicalização, a intensificação dos controles nas fronteiras e o reforço dos instrumentos de política externa.

    Também foram feitas recomendações para o fim da lavagem de dinheiro, do tráfico de armas, e para a “prestação de assistência aos familiares das vítimas do terrorismo, bem como às famílias das pessoas que foram radicalizadas”.

    O documento lembrou que mais de 5 mil cidadãos europeus aderiram a organizações terroristas e outras formações militares, como o grupo extremista Estado Islâmico, a Frente al-Nusra e outros grupos na região do Médio Oriente e do Norte de África.

    Para os eurodeputados, o combate ao terrorismo, à radicalização e ao recrutamento na União Europeia "só poderá surtir efeitos se for desenvolvido paralelamente a uma estratégia de integração e inclusão social".

    Tags:
    terrorismo, Parlamento Europeu, União Europeia, Europa, França, Estrasburgo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar