22:50 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    11024
    Nos siga no

    A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta quarta-feira (25), no parlamento alemão, que a derrubada do caça russo Su-24 por um jato da Turquia agravou o quadro político na Síria. Ela pediu às partes envolvidas que façam tudo para não piorar a crise.

    Merkel afirmou que todo país tem o direito de dar segurança a seu povo, mas argumentou que a situação na vizinha Síria é bastante tensa. Ela revelou que conversou com o presidente turco, Recep Tayyp Erdogan, e o pediu para tomar passos para amenizar a situação. A mesma solicitação teria feito, em reunião, ao primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu.

    Na terça-feira (24), um caça russo caiu na Síria. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que o avião foi derrubado por um míssil ar-ar lançado por um jato turco F-16 sobre o território sírio e que a queda se deu a quatro quilômetros da fronteira turca.

    Ancara alegou que agiu em conformidade com o seu direito soberano de responder a ameaças após violação de espaço aéreo do país. A Rússia e o Comando de Defesa Aérea da Síria confirmaram que o Su-24 nunca cruzou a fronteira com a Turquia, de acordo com dados precisos de controle de objetivos.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    Tags:
    resposta, crise, situação, piora, agravamento, conversa, reunião, segurança, fronteira, soberania, invasão, espaço aéreo, queda, F-16, Su-24, Ahmet Davutoglu, Vladimir Putin, Recep Tayyip Erdogan, Angela Merkel, Turquia, Síria, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar