22:55 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    15452
    Nos siga no

    Dmitry Medvedev criticou a derrubada pela Turquia do avião Su-24 russo sobre o território sírio, a que chamou de "ato criminoso irresponsável".

    "Isso mostra que Ancara está protegendo a organização terrorista Estado Islâmico (proibido na Rússia)", disse Medvedev. 

    "A imprudência das ações criminosas das autoridades turcas em relação à derrubada do avião russo Su-24 levou a três consequências. A primeira é o perigoso agravamento das relações entre a Rússia e a OTAN, que não pode ser justificado por quaisquer interesses, incluindo a proteção das fronteiras do Estado", disse o primeiro-ministro russo. 

    Em segundo lugar, "as ações da Turquia, basicamente, deixaram claro que o país protege o Estado Islâmico. Isso não é surpreendente, considerando os relatos de que alguns altos funcionários turcos têm interesse no petróleo barato proveniente do Estado Islâmico", disse Dmitry Medvedev. 

    "Em terceiro, o enfraquecimento das relações de amizade entre a Rússia e a Turquia, incluindo nas esferas econômicas e humanitárias. Esse dano será difícil de compensar, e as suas consequências imediatas poderão se transformar na suspensão de uma série de importantes projetos comuns e na perda de posições das empresas turcas no mercado russo", disse Medvedev. 

    Na terça-feira (24) a Força Aérea da Turquia derrubou um caça russo Su-24 que alegadamente havia violado o espaço aéreo turco. 

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Piloto do Su-24 derrubado pela Turquia foi salvo pelo Exército sírio
    General norte-americano: Turquia cometeu um ´erro muito sério` ao derrubar o caça russo
    Especialistas: Turquia pode ter abatido o caça russo por ´vingança`
    Tags:
    avião, ataque, Su-24, Dmitry Medvedev, Síria, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar