17:55 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)
    16401
    Nos siga no

    O ex-vice-comandante do Estado-Maior da Força Aérea dos EUA, general-tenente Tom McInerney afirmou que a Turquia cometeu “um erro muito sério” ao derrubar o caça Su-24 russo.

    Segundo o militar norte-americano, os dados de radar indicam que a aeronave atravessou a ponta da Turquia e permaneceu no espaço aéreo turco somente por 20-40 segundos. Depois disso, a aeronave começou o retorno para a Síria. 

    “A aeronave não realizou manobra de ataque ao território”, afirmou McInerney em entrevista à emissora Fox News. 

    Na terça-feira, o caça Su-24 russo caiu na Síria. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, informou que a aeronave foi derrubada por um míssil do tipo “ar-ar”, disparado por um F-16 turco sobre o território sírio. O caça caiu na Síria, a quatro quilômetros da fronteira com a Turquia. O presidente russo classificou o incidente como um “golpe pelas costas”. O Estado-Maior da Força Aérea da Rússia declarou que o Su-24 não entrou em território turco, o que foi confirmado pelos dados da defesa antiaérea da Síria. Turquia reiterou que a aeronave invadiu seu espaço aéreo.

    Tema:
    Turquia abate bombardeiro russo na Síria (115)

    Mais:

    Especialistas: Turquia pode ter abatido o caça russo por ´vingança`
    Conheça o caça russo Su-24M
    'Turquia cometeu ato de guerra', diz especialista em leis internacionais
    Tags:
    Su-24, Tom McInerney, EUA, Síria, Turquia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar