17:09 15 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin durante reunião no Kremlin

    Putin: Rússia usará espaço aéreo do Cáspio para atacar EI ‘enquanto for necessário’

    © Sputnik / Aleksei Nikolsky
    Mundo
    URL curta
    3262

    A Rússia vai usar o espaço aéreo sobre o Mar Cáspio para realizar seus ataques aéreos contra o Estado Islâmico na Síria enquanto for necessário encontrar e punir os autores de atos terroristas contra cidadãos russos, incluindo os que derrubaram o avião de passageiros A321, disse o presidente russo Vladimir Putin nesta segunda-feira (23).

    "Nós entendemos as preocupações dos nossos vizinhos sobre o uso do espaço aéreo sobre o Mar Cáspio (…) e percebemos que isso causa alguns inconvenientes", disse Putin durante conversas com o presidente do Turcomenistão, Gurbanguly Berdimuhamedow, às margens da Cúpula de Países Exportadores de Gás, realizada na capital iraniana, Teerã.

    "Estes inconvenientes devem ser minimizados, é claro, mas, à luz da experiência trágica com o nosso avião, vamos continuar durante o tempo for necessário para punir os perpetradores", sublinhou o presidente russo.

    A maior catástrofe da história da aviação russa e soviética, provocada por um ataque do grupo terrorista Estado Islâmico, aconteceu no último dia 31 de outubro. Um Airbus A321 da companhia russa Kogalymavia (também conhecida como Metrojet), com 224 pessoas a bordo, caiu na península do Sinai, no Egito matando todos os passageiros e membros da tripulação.

    Mais:

    Estado Islâmico publica foto de suposta bomba no A321 russo
    Lavrov: morte de russos a bordo do A321 é equivalente a ataque ao país
    Anonymous promete encontrar culpados pela queda do A321 no Egito
    Tags:
    A321, avião, terroristas, atentado, ataques aéreos, Fórum dos Países Exportadores de Gás, Metrojet, Estado Islâmico, Gurbanguly Berdimuhamedow, Vladimir Putin, Sinai, Turcomenistão, Egito, Síria, Mar Cáspio, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik