10:26 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Bashar Assad, presidente da Síria

    Bashar Assad: Estado Islâmico não nasceu na Síria

    © REUTERS / SANA/Handout via Reuters
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    5271
    Nos siga no

    O presidente sírio, Bashar Assad, afirmou em entrevista à emissora italiana RAI, na quarta-feira (18) que seu país não é a incubadora do Estado Islâmico. Ele afirmou que o grupo jihadista nasceu no “Iraque e, antes disso, no Afeganistão” e culpou o Ocidente pelo surgimento da facção terrorista.

    “A Daesh (Estado Islâmico, em árabe) não tem uma incubadora natural, uma incubadora social, na Síria”, disse Assad.

    O líder do país árabe destacou que a afirmação do ex-primeiro-ministro britânico, Tony Blair, de que a guerra do Iraque ajudou a criar o Estado Islâmico, seria a prova mais importante de que o grupo jihadista não nasceu na Síria.

    Assim como fez no último final de semana, em entrevista à revista francesa Valeurs Actualles, Assad voltou a falar sobre a transição política na Síria. Ele defendeu ser impossível se fazer um calendário de transição enquanto partes do país estiverem sob o domínio de grupos terroristas. No entanto, se mostrou esperançoso na expulsão dos extremistas em um ano e meio ou dois anos e assim começar o processo eleitoral.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    calendário, processo eleitoral, expulsão, transição, jihadista, terrorismo, incubadora, criação, surgimento, Guerra do Iraque, Estado Islâmico, Tony Blair, Bashar Assad, Ocidente, Afeganistão, Iraque, Grã-Bretanha, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar