16:55 07 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    24441
    Nos siga no

    Os Estados Unidos não deveriam agravar as disputas territoriais no mar do Sul da China, mas aderir ao seu compromisso com a neutralidade e respeitar os esforços dos países da região para manter a paz e a estabilidade, declarou a assessoria do Ministério das Relações Exteriores da China nesta quarta-feira, 18.

    Mais cedo, o presidente norte-americano, Barack Obama, em discurso realizado durante sua participação na cúpula da APEC, nas Filipinas, disse que Pequim deveria interromper imediatamente suas atividades de construção nas ilhas disputadas no mar do Sul da China, voltando a irritar as autoridades chinesas. 

    "Os EUA deveriam parar de alimentar o problema do mar do Sul da China, parar a escalada das tensões e parar de complicar as atuais disputas" na região, afirmou o porta-voz da chancelaria chinesa, Hong Lei. 

    Na última terça-feira, a Casa Branca anunciou um plano de assistência militar no valor de 260 milhões de dólares para seus aliados no Sudeste Asiático, países que disputam com a China a soberania sobre zonas do mar do Sul da China. 

    Mais:

    Xi Jinping estará no G20 e na APEC mesmo com tensão sobre mar do Sul da China
    Pequim critica postura dos EUA por aumentar tensão no mar do Sul da China
    China e EUA: tensões no mar do Sul da China continuam
    Tags:
    assistência militar, Casa Branca, APEC, Hong Lei, Barack Obama, Mar da China Meridional, Sudeste Asiático, Pequim, Filipinas, China, EUA, Washington
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar