00:25 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes protestam contra a desigualdade racial com bandeira simbólica dos EUA a preto e branco

    Metade dos jovens negros dos EUA acha que não passam de 35 anos

    © AFP 2019 / Jewel Samad
    Mundo
    URL curta
    212

    Uma pesquisa divulgada pelo Journal of Health and Social Behavior nesta quarta-feira (18) revelou que apenas metade dos negros moradores dos EUA acredita que chegará a 35 anos de idade. O alarmante dado deixa claro a condição de constante stress com que as minorias étnicas vivem no país, segundo os especialistas.

    “Os brancos não estão sujeitos ao racismo e à discriminação, em nível institucional e individual, vividos pelos imigrantes e minorias étnicas nascidas nos EUA, que comprometem a saúde, o bem-estar e as oportunidades de vida”, disse a professora assistente de sociologia da Universidade de Nebraska-Lincoln Tara Warner.

    Os números são ainda mais cruéis com os mexicanos. Apenas 38% dos jovens que cruzam a fronteira mostraram-se crentes de que passarão dos 35 anos. Os brancos têm uma expectativa melhor, com 66% estando “quase certos” de que chegarão a esta idade.

    O estudo, intitulado “Expectativa de Sobrevivência dos Adolescentes: Variações por Raça, Etnicidade e Nascimento”, ouviu 171 mil pessoas entre 12 e 25 anos.

     

    Tags:
    mexicanos, racismo, estudo, etnia, raça, negros, jovens, idade, levantamento, pesquisa, expectativa de vida, México, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar