17:51 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Quase quatro milhões de pessoas estiveram na Praia de Copacabana para a Missa de Envio da Jornada Mundial da Juventude 2013.

    Mais de meio milhão de estrangeiros já se inscreveram para a JMJ 2016 na Polônia

    © AP Photo / Luca Zennaro
    Mundo
    URL curta
    0 11

    A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Cracóvia, na Polônia, entre 26 e 31 de julho do ano que vem, reunirá milhares de peregrinos procedentes de pelo menos 139 países, segundo informou a Agência Brasil com informações da Rádio Vaticano. Quinhentos mil jovens, representando 22 mil grupos, já se inscreveram.

    A Rádio Vaticano conversou com a voluntária brasileira Thamyres Gonçalves Cordeiro, de Maceió. Ela trabalha no setor de inscrições do encontro e falou sobre a experiência no atendimento aos peregrinos de países de língua espanhola e sobre o fundo de solidariedade.

    “Um atendimento que não esqueço é de uma jovem da Venezuela, que gostaria de vir para a Jornada, mas que enfrenta problemas econômicos. Então, indicamos os passos que ela pode dar, levando assim uma esperança ao coração dos peregrinos que, devido a uma determinada realidade econômica, não podem vir”, explicou a voluntária.

    Thamyres lembrou a importância da ajuda do fundo de solidariedade, um benefício dos países com melhor situação econômica. Os recursos do fundo são repassados diretamente aos peregrinos que mais necessitam para que possam participar da jornada.

    Em 2013, a Jornada Mundial da Juventude foi realizada no Rio de Janeiro com a participação de 427 mil estrangeiros inscritos. A maior concentração aconteceu na Missa de Envio, quando 3,7 milhões de pessoas estiveram presentes. O prefeito carioca, Eduardo Paes, considerou o evento como o maior da história da cidade.

    Tags:
    participação, inscrição, estrangeiros, peregrinos, Missa de Envio, JMJ, Jornada Mundial da Juventude, Igreja Católica, Papa Francisco, Eduardo Paes, Vaticano, Rio de Janeiro, Maceió, Venezuela, Brasil, Polônia, Cracóvia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar